Carreata em Brasília pede impeachment de Bolsonaro, vacina já e volta do auxílio emergencial

A manifestação ocorreu em mais de 70 cidades do país e no exterior durante todo o fim de semana

Como parte da programação nacional articulada pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, juntamente com o Partido dos Trabalhadores do Distrito Federal (PT DF) e as Centrais Sindicais, Brasília teve uma grande carreata neste domingo (21), com a participação de centenas de veículos, motos e bicicletas, para denunciar a inação do governo de Jair Bolsonaro durante a pandemia.

Carreatas foram organizadas nas cidades e regiões administrativas de Brasília e se reuniram  na Esplanada dos Ministérios, seguindo até o Congresso.

De acordo com os organizadores, o descaso com a aquisição e distribuição das vacinas por parte do governo o torna responsável pelos mais de 245 mil mortos em decorrência do Coronavírus no Brasil. Também, com a economia paralisada e milhares de pessoas passando fome, é urgente a retomada do auxílio emergencial no valor de R$ 600 até o fim da pandemia.

Para os partidos de esquerda, centrais sindicais e movimentos sociais, o benefício entre R$ 200 a R$ 250, negociado entre Congresso Nacional e o governo, é insignificante diante do avanço da pobreza no país.

A mobilização, que aconteceu em mais de 70 cidades do país e no exterior, cobrou, ainda, o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e a proteção ao emprego.

A presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffman e a deputada federal do PT DF, Erika Kokay, conduziram a carreata.

Fotos: Valcir Araújo








Related Articles