Senadores questionam sigilo do governo em torno de reforma

Na última semana o governo decretou o sigilo dos estudos que embasam a reforma da Previdência limitando o acesso a servidores e autoridades

Os senadores da bancada do PT no Senado criticaram a iniciativa do Ministério da Economia, comandando por Paulo Guedes, que decretou sigilo sobre os estudos e pareceres técnicos relacionados a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 6/2019) – reforma da Previdência de Bolsonaro.

Na prática, ao restringir o acesso aos documentos, o governo impede que a sociedade civil tenha acesso aos estudos que sustentam a tentativa de endurecimento das regras de acesso à aposentadoria.

“É vergonhoso esconder do cidadão o acesso aos dados econômicos que embasam o texto da reforma da Previdência. O presidente [da República] não sabe do que fala, e os aliados escondem o que não podem explicar”, disse o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).

Na avaliação do vice-líder da bancada, senador Rogério Carvalho (PT-SE), essa é mais uma medida tomada pelo governo Bolsonaro que mostra o fechamento do regime político.

“O que eles [governo] querem esconder? Como o governo mente sobre as contas [da Previdência], não quer que o povo saiba a verdade. Isso é um sinal de fechamento de regime político”, criticou.

Já o senador Paulo Rocha (PT-PA) afirmou que, ao contrário da decisão do governo, os documentos produzidos para alertar sobre os perigos da proposta apresentada pelo governo Bolsonaro são públicos e estão à disposição de todo o conjunto da população.

“Os [documentos] que comprovam que essa proposta será um desastre para o Brasil são públicos e notórios. Você [cidadão], confia em quais argumentos?”, questionou o senador.

Uma aba especial foi criada no site do PT no Senado sobre a Reforma da Previdência. Nela é possível encontrar notas técnicas, estudos de entidades e matérias sobre o tema.

Descontentamento geral
Nas últimas semanas diversos parlamentares, inclusive da base de apoio do governo, reclamaram da ausência de dados que sustentem a necessidade de aprovação do texto apresentado por Bolsonaro.

“Estamos com 90 dias de governo, nós nunca tivemos uma reunião, uma nota técnica e a gente carece de informações aqui para fazer esta sustentação”, criticou o senador Major Olímpio (PSL-SP), durante audiência pública da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), no dia 27 de março, na presença do ministro Paulo Guedes.

Por PT no Senado

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

SCS QD 01 Bloco 1 Ed. Central 6 andar

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br