Pela vida de todas as mulheres, resistiremos!

Por Andreza Xavier*

Neste 8 de março estaremos nas ruas pela memória das mulheres que lutaram por nossa visibilidade. Pelo reconhecimento das nossas diferenças como forças potentes para a construção de uma sociedade com justiça social e livre de qualquer opressão.

Vivemos um período de ofensiva conservadora, representado pelo avanço do fascismo, perseguição política a militantes e organizações de esquerda, sucateamento dos serviços públicos. Continuamos com alarmantes casos de violência contra a mulher, basta ver o elevadíssimo número de feminicídios em nosso país, o que nos mostra nitidamente o tamanho do nosso desafio. Portanto, daremos uma potente demonstração de força das mulheres contra essa realidade.

Em todo Brasil, levaremos os nomes das mulheres vítimas de feminicídios e levantaremos nossa voz com a mensagem: Basta de feminicídio! Basta de violência contra a mulher. Somos agredidas e violentadas de várias formas a longo de nossas vidas e dizemos: Chega!

Temos um presidente ultraconservador, machista, racista, LBTfóbico, a representação mais cruel das forças do atraso. Seus posicionamentos ferem o povo brasileiro a ponto, inclusive, de usar redes sociais para deslegitimar um dos momentos mais ricos de nossa cultura, o carnaval. Vale ressaltar que, durante a festividade, ocorreram inúmeras manifestações políticas contra o governo e a figura do presidente, ao mesmo tempo em que os termos “Lula Livre” e “Marielle Vive” eram entoados em todos os cantos do Brasil, o que reforça o caráter político e de resistência que o carnaval possui.

Bolsonaro e seus comparsas mantêm encarcerado de forma injusta e ilegal o maior presidente que o Brasil já teve, Luiz Inácio Lula da Silva, que está há quase um ano mantido como refém de um Judiciário partidário. É também a família Bolsonaro que está envolvida com milicianos, os mesmos que executaram a vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro.

Mas nós não nos calaremos! Ocuparemos as ruas em todo Brasil com toda nossa capacidade de luta e resistência. Lutaremos pelo fim de qualquer forma de violência, contra a afrontosa Reforma da Previdência, a liberação das armas e o “Pacote Anti Crime” apresentado pelo ignóbil Sérgio Moro, um dos algozes de Lula. Lutaremos contra a militarização das escolas públicas, a LBTfobia, pelo direito a autonomia diante de nossos corpos, contra o racismo, as perseguições, por justiça para Marielle e pela liberdade imediata de Lula.

No DF, haverá o Cortejo do Dia Internacional de Luta das Mulheres, com concentração a partir das 16h no gramado da Rodoviária do Plano Piloto. O Cortejo sairá às 18h rumo à Alameda das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, de lá seguiremos rumo à Praça dos Prazeres, na 201 Norte. O Cortejo será composto por diversas alas, entre elas, Mulheres Por Lula Livre e Contra o Fascismo, Ala LESBITrans, Feminismo Popular, Justiça para Marielle, Estado Laico, Ala das Margaridas, Movimento de Mulheres Negras, entre outras.

Participe e convide mais mulheres, vista sua camisa, leve sua bandeira, coloque seu adereço feminista e ocupe as ruas e as redes. Nossa resistência é coletiva.

#MulheresPorLulaLivreContraoFascismo
#MulheresContraViolência
#8deMarço

Andreza Xavier é Secretária de Mulheres do PT-DF

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

SCS QD 01 Bloco 1 Ed. Central 6 andar

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br