PT-DF reúne trezentas mulheres, lança projeto Elas por Elas e apresenta pré-candidatas

O Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Distrito Federal (PT-DF) reuniu no sábado, dia 9 de junho, cerca de trezentas mulheres no Núcleo Bandeirantes (sede da Contag) para debater a plataforma feminista para as eleições de outubro, lançar o projeto Elas por Elas e apresentar as pré-candidatas do partido para a disputa eleitoral.

Com o slogan “Jamais Aprisionarão nossos Sonhos: Mulheres em Movimento”, o encontro contou com a presença de lideranças feministas com atuação partidária e em movimentos sociais, com destaque para a participação marcante – tanto em número quanto em contribuição ao debate – de mulheres de diferentes segmentos populares: agricultoras familiares (originárias, assentadas e de acampamentos), moradoras de bairros periféricos e de comunidades, parentes de pessoas encarceradas (atuantes na Associação de Familiares de Presos e Presas), educadoras populares, trabalhadoras em educação no sistema público, mulheres negras, artesãs e trabalhadoras autônomas em atividades de geração de renda, entre outras guerreiras no enfrentamento às adversidades da luta cotidiana pelo direito de viver dignamente e de ser feliz.

O evento foi organizado pelo gabinete da deputada federal e presidenta do PT-DF, Erika Kokay, em conjunto com a secretaria de Mulheres do partido.

A avaliação da secretária de Mulheres do PT-DF, Andreza Xavier, é de que o evento expressou a crescente força das mulheres no processo de organização para a disputa de espaços de poder na sociedade. “Tivemos um encontro com participação expressiva e representativo da diversidade da luta das mulheres. Essa perspectiva popular é a do PT na base, na sua interação com a sociedade, é a cara do nosso partido”, ressaltou a dirigente.

Além das atividades de plenário, as quase trezentas mulheres foram divididas em sete grupos para debaterem: Trabalho, emprego e renda; Enfrentamento à violência; Saúde; Educação; Maternagem; Mulheres no poder; e Saúde mental.

A vice-presidenta nacional da CUT e dirigente da Contag, Carmem Foro, identificou profunda sintonia entre as questões abordadas no encontro de mulheres petistas do DF e o que as trabalhadoras da cidade e do campo estão debatendo em suas entidades sindicais e na central. “A batalha pela ocupação dos espaços de representação a que as mulheres têm direito, que são delas, é ainda muito desigual. A mulher ainda é vista nos movimentos e nos partidos como fora do lugar. E ela acaba se sentindo deslocada. Mas a participação feminina avança e cada vez mais companheiras se afirmam como lideranças”, diz a sindicalista.

Carmem considera que os partidos políticos precisam se dedicar mais a conhecer o universo das mulheres “e a perceber a diversidade como fator de avanço nas transformações sociais”.

A presidenta do PT-DF, Erika Kokay, apontou a equidade de gênero como o desfio que norteia a mobilização feminista e lembrou que nenhuma política pública caminha sem avanços nas demandas das mulheres. “O protagonismo das mulheres não pode mais ser desconsiderado em canto algum, seja nos sindicatos, nos movimentos sociais, nos parlamentos ou nos executivos. Estamos começando aqui uma nova história, senhoras de nós mesmas, dos nossos corpos, das nossas vontades, cientes do nosso potencial transformador, da nossa capacidade de construir um país e uma sociedades melhores”, frisou.

Elas por Elas

As mulheres petistas do DF lançaram durante o encontro de sábado, na Contag, o projeto Elas por Elas, que visa contribuir com a construção de plataformas feministas e propiciar condições políticas às mulheres na disputa dos espaços de poder, a começar pela viabilização de suas candidaturas no partido.

Estruturado no âmbito da Secretaria Nacional de Mulheres do PT, o Elas por Elas foi lançado nacionalmente no dia 23 de abril, em Curitiba. Os lançamentos nos estados dão desdobramentos práticos ao objetivo de forjar e sustentar candidatas competitivas.

Ao final do encontro do DF, a secretária Andreza Xavier procedeu a entrega simbólica às pré-candidatas da plataforma feminista debatida durante o evento. Até aquele momento, o PT-DF contava com sete pré-candidatas à Câmara Legislativa, seis à Câmara Federal e uma ao Senado. Estes dados estão sujeitos a mudanças até sexta-feira, dia 15 de junho, quando se encerra o prazo para inscrição de candidaturas no partido.

Até a data do encontro das mulheres, estavam inscritas como pré-candidatas a deputadas distritais Arlete Sampaio, Eliceuda Silva de França, Hellen Cristhyan, Mariana Rosa, Professora Deusinha, Regina Tomé e Thellma Melo.

Como pré-candidatas à Câmara Federal já estavam inscritas Erika Kokay, Vanessa Negrini, Rebeca Gomes, Cristina Roberto, Luiza Gonzaga, Maria América. Cláudia Farinha é a pré-candidata ao Senado.

Moção de apoio

O encontro das mulheres petistas do DF aprovou por unanimidade moção de apoio à pré-candidatura ao Senado da agricultora familiar, ex-dirigente sindical (Contag e FETADFE) e militante feminista, Cláudia Farinha. A pré-candidata apontou as dificuldades com as quais vem se deparando e disse que a força para superá-las está no coletivo que faz a luta das mulheres no Distrito Federal.

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

SCS QD 01 Bloco 1 Ed. Central 6 andar

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br