Nota pública de orientação à militância: Pela libertação do presidente Lula, resistiremos!

A militância atendeu a todos os chamados da direção e está resistindo bravamente ao capítulo do golpe mais violento até o momento. Lula é hoje um preso político em um regime de exceção. Repudiamos a ousadia destemperada do Moro e seus comparsas. Repudiamos ainda a repressão do Governo Tucano do Paraná e nos solidarizamos com os companheiros e companheiras que resistiram em São Bernardo do Campo e em Curitiba/PR.

Aqui em Brasília permaneceremos incansavelmente na defesa da libertação do presidente Lula, da democracia e do direito de Lula ser candidato. Portanto:

  • Orientamos que os diretórios zonais, setoriais, núcleos de base e comitês populares continuem mobilizados, vigilantes e atentos às orientações que serão divulgadas com frequência.
  • Devemos veicular e confiar nas informações e ações oficiais do PT, da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo através dos veículos do PT Nacional, PT Na Câmara, PT no Senado e PT DF. Oportunamente, saudamos os veículos que estão conosco nessa trincheira: TVT, Jornal Brasil Popular, Mídia Ninja, Jornalistas Livres, entre outros.
  • Inauguramos hoje a campanha Por Lula Agora Sou PT, para acolher e incentivar atos de filiações coletivas que estão ocorrendo por toda a cidade nos últimos dias. Procure a sede do PT DF ou um dos nossos canais de comunicação e nos informe por fotos, vídeos e testemunhos.
  • Nas redes sociais lançamos o Twibbon Por Lula Agora Sou PT ( http://twibbon.com/support/agora-sou-pt ) para que todos e todas insiram o tema em sua foto de perfil. Estimulamos ainda que todos e todas acrescentem em seus sobrenomes nas redes sociais a palavra Lula, em alusão ao discurso do presidente Lula quando nos orienta a sermos Lulas.
  • Todos os comitês populares em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato devem realizar atividades variadas de reinauguração (cafés, almoços, plenárias e panfletagens) pela libertação do Lula, com o objetivo de ampliar dentro dos bairros e cidades as ações em defesa do Lula. As zonais que ainda não têm comitês devem cria-los com urgência, observando sempre a necessidade de dialogar com as lideranças da cidade.
  • Por último, em conformidade com a nota unificada das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, a executiva regional do PT se reunirá amanhã com os movimentos e partidos que compõem as respectivas frentes e, em seguida, encaminhará as deliberações orientadas pela nota.

Comissão Executiva Regional PT DF

______________________________________________

Nota da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo

Lula Livre: A Resistência somos nós

“Não adianta tentar acabar com as minhas ideias, elas já estão pairando no ar e não tem como prendê-las. Não adianta parar o meu sonho, porque quando eu parar de sonhar, eu sonharei pela cabeça de vocês e pelos sonhos de vocês.” (Luiz Inácio Lula da Silva)

I-             Nossa Linha Política Comum

A prisão de Lula é parte essencial do Golpe que está em curso contra o povo brasileiro. A ofensiva conservadora que liderou o impeachment contra a presidenta Dilma, provocou o assassinato de Marielle Franco, se manifesta também na prisão do Presidente Lula. Lula é um preso político, sua prisão inaugura um novo ciclo do golpe e nos desafia a ampliar nossa capacidade de luta e resistência.

Por dias resistimos no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, mas sabemos que esse é só o princípio de nossa mobilização em defesa de Lula Livre, a resistência necessária não é só em São Bernardo: ela deve ser feita em o todo Brasil. Precisamos estar preparados para um processo de luta de curto, médio e longo prazo. Para isso a construção de ações unitárias em todo país é crucial, devemos ampliar nossa capacidade de diálogo com a sociedade. Isso se traduz na mobilização de todas as forças progressistas e, principalmente, no reforço da articulação entre as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que aglutinam o conjunto dos movimentos populares em nosso país.

A frustração e tristeza que sentimos agora devem ser convertidas em fonte de energia para lutar pela reconstrução da democracia no Brasil e pela libertação de Lula. Não é hora de desânimo e desespero, é hora de organização e ação. Nesse sentido, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo apresentam aqui orientações e um calendário de lutas para o próximo período.

LULA É PRESO POLITICO!

Liberdade para Lula!

Toda pressão politica sobre o STF para que julgue as medidas de suspensão de sua prisão!

 

II – Propostas de Mobilização Unitárias e Nacionais

1- Construir um Acampamento Nacional em Brasília na Praça dos Três Poderes, em frente ao STF pela Liberdade Lula.  Fazê-lo de forma permanente até conquistar a sua liberdade.

2- Fortalecer o Acampamento instalado no dia de hoje em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba. Estimular caravanas de várias cidades, em especial do Sul e Sudeste, em regime de revezamento, para manifestar solidariedade e participar dos debates políticos-culturais.

3- Estimular em todas as capitais onde for possível a realização de Acampamentos em locais centrais, que sejam um polo de Agitação e Propaganda na cidade, denunciando a prisão política de Lula.

4- Estimular desde hoje a realização de pichações com a palavra de ordem “Lula Livre”, “Liberdade para Lula”. Nas capitais onde for possível, organizar Brigadas de Agitação e Propaganda, grupos que ficarão permanentemente fazendo a disputa ideológica na sociedade.

5- Realização de um ato massivo pela Liberdade de Lula neste Domingo, 8 de Abril no Rio de Janeiro.

6- Convocar no dia 11 de Abril, dia de sessão no STF, um dia Nacional de Mobilização em Defesa de Lula Livre.

7- Construir no dia 11 de Abril, através de nossas articulações internacionais, manifestações em todas as embaixadas do Brasil no exterior.

8- Convocar centenas de juristas, advogados e militantes dos direitos humanos à Brasília para os dias 10 (à tarde) e 11 de abril, para realizar audiências no STF e um ato político no Senado Federal.  A atividade esta sendo organizado pela Frente de Juristas pela Democracia.

9- Construir no dia 17 de Abril, marco de 2 anos do Golpe, um dia nacional de mobilização contra a Rede Globo.

10- Participar da Manifestação Nacional convocada no dia 26 de Abril no Rio de Janeiro, para defender a Petrobras, durante a Assembleia ordinária da empresa.

11- Construir um 1º de Maio unitário e massivo em defesa dos Direitos e Liberdade para Lula.

12- Realizar escrachos nas empresas e Bancos vinculados ao golpismo (Riachuelo, Bahamas).

13- Debater no Fórum das Centrais a construção de uma Paralisação Nacional em data a ser definida.

 

III – Encaminhamentos Organizativos:

1 – Convocar imediatamente reuniões conjuntas da Frente Brasil Popular e da Frente Povo sem Medo em todos os estados para construir um plano de mobilização em torno da luta pela Liberdade de Lula, em âmbito local.

2- Construir uma campanha nacional e internacional pela liberdade de Lula através da articulação de todos os meios alternativos de imprensa.

3- Organizar uma campanha de boicote a rede Globo: “Desligue a Globo”.

4- Convocar plenárias abertas para organizar e mobilizar a militância em torno do calendário de lutas.

5- Organizar Comitês pela Liberdade de Lula em todos os territórios (universidades, locais de trabalho, comunidades, etc.). Associar esse objetivo a todas as inciativas de trabalho de base como a do Congresso do Povo e outras.

 

IV – Calendário

8 de Abril: Ato em defesa de Lula Livre no Rio de Janeiro.

11 de Abril: Dia Nacional de Mobilização em Defesa de Lula Livre.

11 Abril: Manifestações em todas as embaixadas do Brasil no exterior.

10 e 11 de Abril: Ato com juristas em Brasília.

17 de Abril: Dia nacional de mobilização contra a Rede Globo.

26 de Abril: Ato em defesa da Petrobras no Rio.

1º de Maio: Dia do trabalhador/a em defesa dos Direitos e Liberdade para Lula.

São Bernardo, 07 de Abril de 2018

Frente Brasil Popular

Frente Povo Sem Medo

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Categorias

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

W3 Sul - CRS 505 Bloco A loja 28

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br