Quem tem fé vai a pé com Lula

Em 1789 a conjuração baiana plantou as ideias ( independência e o fim da escravidão, um governo republicano, democrático, com liberdades plenas, o livre-comércio e abertura dos portos) que desembocaram na revolta popular e de massas que, ao lado da força militar imperial, interrompeu o domínio do Estado Português sobre o Brasil no ano de 1823.

No dia 11 de janeiro de 2018, *Luiz Inácio Lula da Silva, o maior líder popular*da nossa história contemporânea estará na Bahia para participar do cortejo popular da lavagem do Bonfim. Será acompanhado por uma multidão sincrética, preta, mestiça, mística abrindo o início do ciclo de festas populares da Bahia.

Com Lula estarão os descendentes de Luiza Mahim, Akotirene, Lucas Dantas, Tomás Antônio Gonzaga, Maria Quitéria, Ana Néri, Pacífico Licutan, João de Deus e milhões de outros heróis anônimos, revolucionários injustiçados da nossa história. Estaremos todos nós encarnando seus ideais como um só povo, personificado na imagem gloriosa do senhor Silva.

Dia 24 de janeiro será a vez dos farroupilhas, dos lanceiros negros, dos herdeiros dos povos das Missões. Assim como aqui, lá também a república foi disputada à ferro, fogo e sangue. Em Porto Alegre Lula será escoltado pelo espírito internacionalista de Garibalde. Heróis de vários mundos irão demonstrar a dimensão histórica da sua presença, será o dia da unidade das lutas do mundo todo.

E assim seguiremos 2018. Contra as forças opressoras que assolam nuestra América, reergueremos o espírito combativo de *Aimberê e Zumbi, de Dandara e Dorcelina*. Sejamos Balaios, Cabanos, Quilombolas, Tamoios,Tapuias, Mandingas, Malês, Berberes, Contestados, Conselheiros, e confederados do Equador.

Chegamos até aqui lutando contra um projeto secular de extermínio e dominação. Reescreveremos a nossa história refletindo os exemplos mais admiráveis da nossa ancestralidade. Toda esta energia está viva dentro de nós. Vamos botar para fora a força da nossa persistência e resistência. Marcharemos no asfalto das ruas, nas linhas tortas das baixadas e das quebradas, nos becos e vielas.

Organizaremos nosso povo. Transformaremos essa revolta latente em luta popular prolongada e de massas. Seremos altivos, seremos confiantes, seremos a luta, seremos um, seremos Lula!

*Ademário Costa é sociólogo e militante do Partido dos Trabalhadores*

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Categorias

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

W3 Sul - CRS 505 Bloco A loja 28

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br