Café com Marx: 100 anos da Revolução Russa

O editor do Café com Marx e militante do PT DF, Marcelo Pires fará especial de dez dias com tirinhas em comemoração ao centenário da Revolução Russa em sua página no Facebook a partir de hoje. Leia todas antecipadamente aqui:

8/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“O trabalhador russo é revolucionário, mas não violento, nem dogmático ou desinteligente. Está disposto a lutar nas barricadas, mas estudou-as e, fato único entre os trabalhadores do mundo inteiro, fez isso a partir de sua própria experiência concreta. Está preparado e quer enfrentar seu opressor, a classe capitalista, até o fim. Mas ele não ignora a existência das outras classes. Exige apenas que elas tomem a posição de um lado ou de outro no difícil conflito que se avizinha…” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

 

9/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
Molotov

“O capitalismo tornou-se um freio ao progresso humano e a política aventureira seguida pelo imperialismo, que já acarretou duas guerras mundiais, constitui o maior perigo para os povos pacíficos. A Grande Revolução Socialista de Outubro abriu os olhos aos povos, sobre o fato de que a era do capitalismo chega a seu fim e de que rotas seguras foram abertas à paz universal e ao grande progresso das nações. Os esforços febris dos imperialistas, sob os quais se rompe o solo, não salvarão o capitalismo de sua próxima condenação. Vivemos numa época em que todos os caminhos conduzem ao comunismo.” (Viatcheslav Molotov, O 30° Aniversário da Grande Revolução Socialista de Outubro)

 

10/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“Os estrangeiros, em especial os norte-americanos, costumam dar ênfase à “ignorância” dos trabalhadores russos. É verdade que lhes falta a experiência política dos povos ocidentais, mas eles são muito preparados, por outro lado, em matéria de organização voluntária. Em 1917, as cooperativas de consumidores contavam com mais de 12 milhões de membros; os próprios sovietes constituem uma bela demonstração de seu talento organizativo. Mais do que isso, talvez não exista povo mais bem formado do que ele em termos de teoria socialista e sua aplicação prática.” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

 

11/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
August Thalheimer

“A Revolução Russa de 1917 é um evento de muito maior importância histórica decisiva. Apesar de não ser a revolução socialista ou proletária clássica, é a primeira a ter sucesso num grande país. Porque a sua significância é maior que a da Revolução Francesa? Porque a Revolução Francesa, uma revolução burguesa, substituiu o sistema feudal anacrônico de exploração, pela exploração capitalista. Mas a Revolução Russa marca a transição de um longo período histórico de exploração do homem pelo homem, baseado na propriedade privada dos meios de produção, para um período na qual a exploração acaba, com a propriedade comum dos meios de produção e o avanço do socialismo.” (August Thalheimer, Vinte Anos Após a Revolução de Outubro)

 

12/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“No final de setembro de 1917, um professor de sociologia estrangeiro em visita à Rússia encontrou-se comigo em Petrogrado. Ele ouvira dizer, de homens de negócios e de intelectuais, que a revolução estava diminuindo o ritmo. O professor escreveu um artigo sobre isso e depois percorreu o país, visitando cidades industriais e comunidades rurais — onde, para seu espanto, a revolução parecia se acelerar. Entre os trabalhadores assalariados e do campo, era comum ouvir-se falar em “toda a terra para os camponeses, todas as fábricas para os operários”. Se o professor tivesse visitado o front, teria ouvido o exército inteiro falando na paz. O professor ficou perplexo, mas não era o caso: as duas observações estavam corretas. As classes proprietárias tornavam-se mais conservadoras, e as massas populares, mais radicais.” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

 

13/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
Azorín
“Nos anos de 1919 a 1923 desenrolou-se uma tempestuosa onda de greves e de agitações camponesas em toda a América Latina. O papel do proletariado na vida social e política dos países latino-americanos se elevou consideravelmente nesse período. Algumas greves abrangeram centenas de milhares de operários. O proletariado assumiu o seu papel de vanguarda na luta das forças progressistas da América Latina contra a reação e no movimento anti-imperialista. Surgiram poderosas organizações sindicais que reúnem a maioria da classe operária do México, Cuba e Chile. […] O desenvolvimento da consciência de classe do proletariado deu porém, um considerável passo à frente. Para isso contribuíram, em grau bastante elevado, as notícias procedentes da longínqua Rússia sobre a vitoriosa revolução socialista do proletariado e sobre a formação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.” (Azorín, A Grande Revolução Socialista de Outubro e os Países da América Latina)

 

14/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“O drama da Revolução tem dois atos: a destruição do regime antigo e a criação do novo regime. O primeiro ato já durou tempo demais. Chegou a hora de partir para o segundo, e encená-lo o mais rapidamente possível. Como disse um grande revolucionário, ‘Apressemo-nos, amigos, para concluir a Revolução. Aquele que a faz durar tempo demais não colherá seus frutos’.” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

 

 

15/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
Vladimir Lenin
“Qualquer revolução significa uma viragem brusca na vida de massas imensas do povo. Se esta viragem não amadureceu, não pode dar-se uma verdadeira revolução. E tal como qualquer viragem na vida de qualquer indivíduo lhe ensina muitas coisas, lhe faz viver e sentir muitas coisas, assim a revolução dá a todo o povo, em pouco tempo, as lições mais profundas e preciosas.” (Vladimir Lenin, As Lições da Revolução)

 

16/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
Vladimir Lenin

“Pois numa viragem brusca da vida de todo um povo vê-se com especial clareza quais são as classes do povo que perseguem tais ou tais objetivos, de que forças dispõem, com que meios atuam. Todo o operário, soldado, camponês consciente deve meditar atentamente nas lições da revolução russa, sobretudo agora, no fim de Julho, quando se tornou claramente visível que a primeira fase da nossa revolução terminou com um fracasso.” (Vladimir Lenin, As Lições da Revolução)

 

17/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“Se os bolcheviques conquistaram o poder, não foi com nenhum compromisso com a burguesia ou com as outras lideranças políticas; não foi a partir de alguma conciliação com a velha máquina governamental. Tampouco foi devido à violência organizada de um pequeno grupo. Se as massas de toda a Rússia não estivessem dispostas a se insurgir, a insurreição teria fracassado. A única razão para o êxito dos bolcheviques reside no fato de que eles realizaram os amplos e simples anseios das camadas mais profundas do povo, conclamadas a romper com a velha ordem e destruí-la, e depois, em meio à fumaça de suas ruínas, a cooperar com eles na edificação das bases de um novo mundo…” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

 

 

18/11
Café com Marx
Por Marcelo Pires
Especial 100 Anos da Revolução Russa
John Reed

“ A sessão conjunta do Tsik e do Congresso Camponês expressa sua firme convicção de que a união dos operários, soldados e camponeses — essa fraterna união de todos os trabalhadores e de todos os explorados — consolidará o poder por ela conquistado para em seguida adotar todas as medidas revolucionárias necessárias para acelerar a transferência do poder para as mãos da classe operária em outros países e dessa maneira assegurar a consolidação duradoura de uma paz justa e a vitória do socialismo.” (John Reed, 10 Dias que Abalaram o Mundo)

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Categorias

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

W3 Sul - CRS 505 Bloco A loja 28

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br