Márcio Macedo: “Caravana da Esperança renova sentimentos”

Foram 20 dias. Quase 60 cidades visitadas em nove estados. Cinco mil quilômetros rodados. Milhares de pessoas alcançadas. Este é o saldo, em dados, da caravana “ Lula pelo Brasil” no Nordeste. Mas o que vivemos, de 17 de agosto a 5 de setembro, não se expressa só nos números. Vai muito além disso. A renovação do sentimento de esperança nas pessoas, o carinho que o ex-presidente recebeu em todos os lugares por onde passou e a alegria que nos foi transmitida por cada nordestino dão o tom mais exato de que Lula é a grande liderança política capaz de recolocar o Brasil no rumo certo.

A caravana foi um sucesso. O apelo ao ex-presidente é extraordinário e há três palavras que tenho utilizado para definir esta caravana. A primeira delas é o amor do povo por Lula e de Lula pelo povo. Nos últimos anos, ele se tornou um grande líder popular, a maior expressão política do nosso país nos patamares de liderança de Nelson Mandela, Gandhi e tantos outros que existiram na história da humanidade e são representativos para seu povo e seu país.

A segunda característica é a gratidão, o reconhecimento das pessoas ao legado do ex-presidente, pelo que ele fez neste país. As declarações das pessoas foram muito fortes, dos que nunca tiveram casa e conseguiram uma na gestão de Lula; do pai que relata, com orgulho, o fato de seu filho estar numa universidade pública. Foram momentos de gratidão do povo para Lula e de Lula para o povo.

A terceira marca é a esperança. Num momento tão difícil deste país e de tantas dificuldades, por onde Lula passa ele leva esperança para o povo nordestino e brasileiro. Ele tem a força e a credibilidade para tirar o Brasil do atoleiro. O povo tem esperança em Lula e ele alimenta a sua esperança na inspiração do povo.

E entre tantas histórias que ouvimos de transformação da vida das pessoas, uma delas me marcou profundamente. Em Aracaju, uma moça fez a entrega do cartão do Bolsa Família a Lula. Ela relatou que aos 13 anos, fugiu da casa dos pais para se casar. Ao passar a ser beneficiária do principal programa de distribuição de renda do mundo, ela conseguiu estudar, formou-se, ajuda a família hoje e trabalha cadastrando as pessoas no Bolsa Família. De modo, que ela compareceu ao ato que realizamos na capital sergipana justamente para devolver o cartão, pois não precisava mais do benefício. Foi muito forte!

Do litoral, nas capitais, ao interior, passando pelo Agreste, Sertão. Caatinga, Mata Atlântica e Restinga, Lula ouviu e foi ouvido, dialogou com o seu povo. Foram inúmeras as vezes que tivemos que parar a caravana em algum local não programado, pois centenas de pessoas se aglomeravam nas estradas para ver o ex-presidente e dele receber um abraço, o sorriso largo e uma palavra de esperança.

Nestes dias, Lula tratou de todos os temas que um estadista e grande líder popular poderia abordar. Falou sobre EducaçãoSaúde, Formação Profissional, Geração de Emprego e Renda, Economia Solidária e Desenvolvimento do País. Um capítulo da história do Brasil foi escrito por várias mãos – as de Lula e as do povo.

A caravana de Lula foi sucesso de público, com forte aprovação nas redes sociais. De acordo com a .Map, consultoria dedicada ao mapeamento e análise de discussões de temas nacionais por formadores de opinião na imprensa e nas redes sociais, a viagem pelo Nordeste conquistou 63% de positividade entre os formadores de opinião na imprensa e a população ativa nas redes sociais. Um resultado considerável que comprovamos nos milhões de acessos aos vídeos, fotos e publicações que fizemos em todas as redes de Lula, do PT, dos nossos companheiros e apoiadores e nas nossas páginas pessoais.

Para se ter uma ideia, foram mais de 14 milhões de pessoas atingidas nas redes sociais, com as publicações sobre a caravana. Além disso, o momento da Sarrada com a Juventude gerou um vídeo visto mais de 9 milhões de vezes, provocando uma pane na internet.

E com o boicote da grande mídia brasileira, a imprensa internacional reconheceu a grandiosidade do que vivemos. O The Guardian, ao se deparar com a excelente receptividade ao ex-presidente por todo o Nordeste, disse o seguinte: “O mandato do líder barbudo de esquerda de voz rouca acabou sete anos atrás, ainda assim ele continua sendo o presidente mais popular em décadas, senão o mais popular de toda história do país”.

Como organizador da caravana, posso dizer que o processo foi grandioso, não foi uma coisa simples. Brincamos que precisávamos de seis meses para montar e o fizemos em apenas 20 dias. Mas foi sido uma experiência rica, estamos aprendendo. Juntamos muita gente boa, uma equipe forte, competente e dedicada. Além dos nossos companheiros de partido, que nos surpreenderam positivamente, pois estiveram muito presentes.

Lula está muito feliz. É muito natural para ele que gosta do povo, quer estar com o povo e tem atenção para ouvir e olhar nos olhos das pessoas. Lula pode ser a força que vai reunificar o país, porque é uma liderança que não carrega ódio ou rancor. Ele poderá superar o ódio e a intolerância que foram estimulados pelas elites, que hoje foram também prejudicadas por este processo. O golpe contra a ex-presidenta Dilma Rousseff derreteu a imagem dos representantes deles. Hoje, a única liderança real no país, que se consolida pela força do povo, é Lula. Seguiremos firmes, na luta.

Márcio Macedo, Vice-presidente nacional do PT e coordenador da caravana

*Artigo originalmente publicado no EntreNoticias

Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimas atividades

Categorias

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do DF

W3 Sul - CRS 505 Bloco A loja 28

61 3225-5103

contato@ptdf.org.br