Contra o Desmonte da Saúde Pública no DF: Não ao Instituto do Hospital de Base

Na última sexta-feira (16/6), Rodrigo Rollemberg fez um discurso virulento, em Ceilândia, contra lideranças sindicais que têm feito uma importante e aguerrida oposição à criação do Instituto Hospital de Base do DF. Cometeu o absurdo de dizer que “essas pessoas estão impedindo o governo de melhorar a saúde” e diz que vai “enfrentar os sindicatos”.

Culpar os sindicatos e dirigentes sindicais pelo drama vivido pela população do DF na área da saúde é uma tentativa cínica de construir um bode expiatório, quando, na verdade, o grande responsável por esta triste realidade são as escolhas políticas e de gestão equivocadas do próprio governador.

O tom raivoso e arbitrário da fala deixa cair a máscara de Rollemberg, revela o seu caráter antidemocrático, ao tratar aqueles que questionam sua gestão, suas ideias e seus projetos como inimigos a serem aniquilados.

Rollemberg é incapaz de deixar de lado o seu autoritarismo para se colocar de forma franca e aberta no debate civilizado e democrático de ideias. Nega-se em ouvir o povo de Brasília, pois, em sua avaliação, esse mesmo povo não merece ser ouvido pelo simples fato de rejeitar suas ideias mais estapafúrdias, como a criação deste Instituto.

O Partido dos Trabalhadores do DF se opõe à criação do Instituto Hospital de Base, tendo em vista uma série de ilegalidades cometidas no processo de discussão da proposta, entre as quais, a não aprovação pelo Conselho de Saúde do DF, como determina a Lei.

O PT-DF reafirma seu compromisso com a liberdade sindical e se solidariza com as entidades sindicais que lutam contra esse ataque ao serviço público de saúde, ao mesmo tempo em que repudia o comportamento ditatorial do governador. Atacar os sindicatos é atacar a própria democracia.

Rollemberg deveria apresentar alternativas que de fato diminuam o sofrimento da população que necessita dos serviços públicos de saúde e não se utilizar do caos – fruto da sua incompetência em administrar o DF – para vender soluções mágicas que, na prática, significam a transferência de recursos públicos para setores privados que querem transformar o direito à saúde pública em mercadoria.

O PT-DF empreenderá todos os esforços para derrotar esse projeto na Câmara Legislativa, a partir de uma forte atuação de sua bancada, bem como, mobilizando a sociedade brasiliense para se posicionar contra mais uma medida absurda do governo Rollemberg. CONTRA O DESMONTE DA SAÚDE PÚBLICA NO DF: NÃO AO INSTITUTO DO HOSPITAL DE BASE.

Por que essa mudança repentina no modelo de gestão do Hospital de Base? A quais interesses inconfessáveis ela atende?

 

Related Articles

Post your comments